Bradesco apresenta nova identidade visual.

Bradesco apresenta nova identidade visual. Veja como ficou, agora na versão número 10 desde sua fundação em 1940. Respectivamente houveram inovações da identidade visual do banco Bradesco nos anos: 1940, 1943, 1957, 1960, 1970, 1980, 1997, 2009, 2012 e agora em 2018.

A partir de agora, a ‘árvore’ que simboliza o banco poderá ser usada sem o nome da instituição

O Banco Bradesco lançou nesta segunda-feira (05/11), a sua nova identidade visual, desenvolvida pela agência Superunion Brasil. A última vez que a identidade sofreu uma alteração, foi em 2012, quando as pontas dos arcos que formam a copa foram arredondas, a marca do banco é uma árvore estilizada e foi criada em 1997.

A nova identidade  visual tem como objetivo transformar a marca em algo mais contemporâneo e digital. Os “troncos” da árvore agora tem um corte em um ângulo de 30 graus , que segundo a empresa “reflete a confiança da instituição no Brasil”. Os traços superiores (a copa) seguem simbolizando acolhimento e proteção.

Além destas mudanças, o box ao redor da árvore foi retirado e uma nova tipografia foi introduzida à marca, com uma fonte mais moderna e minimalista, sem serifa e com a letra b em caixa baixa. A paleta de cores, que ainda é dominada pela cor vermelha, conta com novas combinações, como o degradê, possibilitando aplicações diferenciadas.

O banco fará a aplicação da nova marca gradualmente. As agências que passarem por reformulação vão ganhar a nova identidade visual.

ATUALIZAÇÃO 09/11/18:

Confira o comunicado interno da empresa e veja também no próprio site do Bradesco:

By |2018-11-21T12:57:55+00:0005/11/2018|

Sobre o Autor:

Sinto felicidade ao passar o tempo fazendo o que mais gosto: simplificando coisas. Acredito verdadeiramente que: "Dar menos que seu melhor é sacrificar o dom que você recebeu." por Steve Prefontaine. É por isso que me dedico a um ambiente transparente, leve e feliz. Boas ideias fluem melhor assim. Adoro o "como" as coisas são feitas; como construir ambientes sadios onde o talento de cada um emerja na positividade e um "grande todo" se forme. Vejo o trabalho como um campo de desenvolvimento humano e "despertar" das pessoas. Minha abordagem é de "dentro pra fora", ou seja, entender a verdade por trás de cada desafio e a partir daí construir caminhos únicos, originais. Tecnologia? Sempre, mas a favor de ideias e conceitos que construam conexões humanas e verdadeiras. Adoro encontrar a mensagem e linguagem que vão bater no coração. Não consigo olhar consumidores, vejo gente. E com "gente", vc precisa da conversa certa, baseada no "ouvir" de verdade, o único jeito da conversa fluir. Gosto de vida familiar, auto conhecimento, meditação, caminhadas, música, e tudo que nos tire do espaço apenas "mente" e nos conecte com níveis mais elevados de inteligência, no campo onde um mundo de possibilidades possa fluir.

Deixar Um Comentário